Terça-Feira, 17 de Setembro de 2019 Sem sessão iniciada, Iniciar Sessão
Loja Online
     Notícias   |   Produtos   |   Equip. Personalizados   |   Clube SPIUK   |   Download Center   |   Patrocinados SPIUK   |   Onde Comprar   |   Empresa   |   Apoio Cliente
NotíciasNotícias
 Detalhes da notícia
Segunda-Feira, 8 de Novembro de 2010

Clique para ver em tamanho Real.
Equipa SPIUK
BICICLOWN: EM PEQUIM ENTREVISTADO POR ´ESPAÑOLES EN EL MUNDO´
Durante todo o dia estive a gravar uma entrevista para o programa da TVE " Españoles en el mundo ". A repórter é da Guiné Equatorial. Lúcia tem a pele da cor da canela, que em toda a África só encontrei nas mulheres etíopes. Uma pele que parece dourada pelo último raio de sol e que inspirou Luís Rosales a escrever estes versos:

y pienso
que la sombra te hará clara y distinta,
que todo el sol del mundo en ti descansa
¡en ti, la retrasada, la encendida
rama del corazón en la que aún tiembla
la luz, sin sol, donde se cumple el día!
Rimas (1937-1951)

Raúl é o câmara, é um artista de circo que se converteu a repórter. Só assim posso entender que seja capaz de caminhar para trás sem tropeçar em nada.
O formato do programa não permite transmitir toda a realidade da minha história, mas espero que sirva para dar uma ideia do projecto para grande maioria das pessoas que com ele contactam pela primeira vez. À tarde chegamos a Pequim, onde dei uma entrevista. O mais divertido foi a tradução simultânea espanhol-chinês. Foi uma experiência nova para mim e para a tradutora que nunca tinha traduzido o que dizia um palhaço.
Depois fui jantar com o repórter Dani, Tino, o meu colega de Zaragoza e Pablo.
No dia seguinte tive uma entrevista com a repórter da agência de notícias da China Xinhua. A sua reportagem em espanhol teve eco em alguns diários na Internet e, possivelmente, em chinês terá maior repercussão.
Recebi os cadernos que tenho escrito nos últimos 3 anos e que tenho que seleccionar para colocar no livro. Será emocionante ler as minhas recordações, os meus estados de alma, as impressões frescas que colho cada dia.
O céu de Pequim era azul e cheio de pombas brancas e cometas. O frio ainda não tinha chegado às casas e podia viver-se sem aquecimento. O ano passado foi pior: nevou dia 1 de Novembro e não podiam acender o aquecimento. O governo proíbe tal até 15 de Novembro. É o que acontece quando se vive num país grande, com o mesmo fuso horário em Khasgar e em Pequim.
O céu de Xangai é cinzento. Não se vê o sol devido à poluição. As fábricas que faz agora dois anos se juntavam fora de Pequim foram mudadas por causa dos Jogos Olímpicos, para Xangai. Eu fui para casa do meu amigo Ricardo.
De debaixo desta nuvem tóxica, Paz e bem, o Biciclown


voltar


 Clube Spiuk - REGISTA-TE!
 
 Torna-te fã no Facebook
 
 CATÁLOGO 2017